[EN]

SUPERFICIAL is a project by Jorgge Menna Barreto and Joélson Buggilla which aims to close the widening imaginative distance between food and its chain of production. This is one of two iterations of the project presented at the JVE. In their studio, they launch the first volume of their magazine Enzyme, which suggests thinking of the surface of the page, the earth and the table as part of one ecosystem. In the vegetable garden, they dug up a thin layer of the topsoil and placed a table upside down so that the earth and the tabletop meet. Between these surfaces, they placed a white linen tablecloth that will absorb an impression of the ground—like a page absorbs ink in the printing process. Each day of Open Studios, they will make a new “print,” which will then be hung in the exhibition space.

Text: Natasha Marie LLorens (curator)

This work was presented at the group exhibition The Wall at the End of the Rainbow

[PT]

SUPERFICIAL é um projeto de Jorgge Menna Barreto e Joélson Buggilla que visa diminuir a distância imaginária cada vez maior entre os alimentos e sua cadeia produtiva. Esta é uma das duas iterações do projeto apresentadas na JVE. Em seu estúdio, eles lançam o primeiro volume de sua revista Enzyme, que sugere pensar a superfície da página, a terra e a mesa como parte de um ecossistema. No jardim, eles desenterraram uma fina camada do solo e colocaram uma mesa invertida para que a terra e o tampo da mesa se encontrassem. Entre essas superfícies, eles colocaram uma toalha de mesa de linho branco que vai absorver a impressão do solo – como um papel absorve tinta no processo de gravação. A cada dia do Open Studios, eles farão uma nova “impressão”, que será então pendurada no espaço expositivo.

Texto: Natasha Marie LLorens (curadora)

Este trabalho foi apresentado na exposição coletiva The Wall at the End of the Rainbow

Photos: Lara Fuke