[PT]

O contexto de Con-fio foi o Projeto Remetente, que estabeleceu (ou explicitou) uma rede de afinidades e influências, onde cada um de um grupo inicial de seis artistas convidava um outro, que por sua vez convidava um terceiro, montando um grupo final de 18. Assim, o espaço específico, ponto de partida desta obra, era a própria rede de participantes.

Cada artista do projeto recebeu pelo correio um par de tijolinhos de cobre fundido onde se lia em alto relevo as sílabas “con” e “fio”, oferecendo uma instância de concretude material aos fios e nós da rede estabelecida. Na exposição coletiva, mais tijolinhos foram produzidos para serem distribuídos ao público, estendendo a este a participação na rede. Cada novo participante tinha seu nome anotado numa lista com os nomes dos anteriores; cada lista atualizada era impressa em duas vias e uma era dada ao visitante.

O público participador ganhava apenas um tijolinho e não mais o par. Munido de uma sílaba e sabendo da existência da outra, completava a palavra virtualmente ou conectando-a com a peça de outro, levando adiante o aspecto relacional da obra e expandindo-o. Vislumbra-se como o objeto, ao sair do ambiente da exposição, continua adquirindo acoplamentos e usos possíveis no seu local de deposição.

Essa obra foi apresentada pela primeira vez no Projeto Remetente, posteriormente na Galeria Vermelho e na Bienal de Havana, quando integrou a obra Felix.

Texto: O começo pelo meio (PT)

Essa obra é tema de um dos capítulos de minha dissertação de mestrado:

Con-fio (PT)

[EN]

Con-fio’s context was the Projeto Remetente, which established (or made explicit) a network of affinities and influences, where each of an initial group of six artists invited another, who in turn invited a third, setting up a final group of 18. Thus, the specific space, the starting point of this work, was the network of participants.

Each artist in the project received a pair of cast copper bricks in the mail where the syllables “con” and “fio” were read in high relief, offering an instance of material concreteness to the wires and nodes of the established network. In the collective exhibition, more bricks were produced to be distributed to the public, extending their participation in the network. Each new participant had his name written down in a list with the names of the previous ones; each updated list was printed in two copies and one was given to the visitor.

The participating public won only one brick and no longer the pair. Armed with one syllable and knowing the existence of the other, he completed the word virtually or by connecting it with another’s piece, taking the relational aspect of the work forward and expanding it. One sees how the object, when leaving the exhibition environment, continues to acquire couplings and possible uses at its deposition site.

This work was presented for the first time at Projeto Remetente, later at Galeria Vermelho and at the Havana Biennial, when it integrated the work Felix.

Text: The beginning from the middle (PT)

This work is the subject of one of the chapters of my master’s dissertation:

Con-fio (PT)