Quando Marcel Duchamp lançou a ideia de que existe um olhar que não é retiniano, que não se forma no olho, libertou os artistas e sua plateia para imaginar uma forma de ver que não está apegada ao seu órgão central. Abria assim precedente para que pudéssemos pensar em maneiras de expandir e des_orgão_nizar os outros sentidos. Paladar Tridimensional se inspira em Duchamp para imaginar de que forma podemos conceber um paladar que não se forma na boca, mas no mundo, em estreita relação com a paisagem, nas extensões para dentro e fora de nossa cavidade mastigante. O gosto ganha assim proporções ecológicas e complexas, pois já não está limitado às nossas papilas gustativas. Tal foi o ponto de partida para um processo colaborativo entre Jorgge Menna Barreto, Lara Fuke e Rafael Spínola, que resultou em uma animação que mistura maquete, desenho e uma trilha sonora de Hugo Rocha.

Curadoria: aarea. Open-ended Encounters é um projeto da Fundação suíça para a cultura Pro Helvetia e do aarea no contexto do programa na América do Sul «COINCIDÊNCIA».

Click to watch full video